Só Contos

Apenas Mais um Arquivo de Palavras

À Procura de Si

Bailarina

Luísa L.

Vamos lindo… Sigo o som da voz. Anda mor… não tropeces. Sou prisioneiro da noite encarcerado naquele corpo voluptuoso. Os meus sonhos foram castrados pelo álcool, e uma donzela da noite tenta reabilitá-los. Com paixão. Com a força indomável da juventude. Ela teceu uma rede invisível à minha volta e agora sou seu vassalo. Não me importo, porque já não pertenço a lugar nenhum, nem a mim mesmo. Vamos ao Destino!… vá, diz que sim fofo! Vagueio pelas ruas de Lisboa, rumo ao Destino; uma espelunca onde ainda tenho licença para entrar.

Afundado num sofá seboso da boite, o calor envolvente dum corpo jovem faz-me sentir real. Uma gargalhada feliz arranca-me a pensamentos sombrios. Nem sei se são sombrios, ou sequer pensamentos. Um beijo cheio de promessas enche-me de orgulho. Mais um copo. As amarguras são tragadas por uma onda acre de whisky barato. Agora sou uma criatura viva. Inebriado e dormente já não me lembro de outras vidas que imagino ter vivido.

Paizinho… Chegaste! Um rostinho sorridente de criança aflorou a minha memória turva. Pergunto-me se será o meu filho. Recordo-me vagamente do o abraçar, mas não me lembro se alguma vez joguei à bola com ele. Nestes momentos envolve-me uma dor que nunca será suficientemente triste. Mas é breve. Anda dançar comigo, fofinho…

Não quero dançar. Vou dançar, amor. Outro copo. Vai, vai, adorada. Vê-la dançar só para mim é um prazer indescritível. Ela dança só para mim. Tento erguer-me, mas uma âncora invisível deixa-me sentado no banco. E fico ali a olhá-la com ternura. Tu não estás bem, querido… Intrusos. …tens que pedir ajuda. Vozes que ousam invadir o meu cérebro. Eu marco uma consulta no psiquiatra, está bem?… Vão de retro demónios! Não percebem que eu agora sou uma criatura primitiva, livre, sem amarras nem responsabilidades. Tudo o que sou ou serei, é um lampejo no olhar da dançarina.

Single Post Navigation

11 thoughts on “À Procura de Si

  1. Pingback: Ver! | Blog | À Procura de Si

  2. Pingback: À Procura de Si | Contos e Crónicas | Scoop.it

  3. Luísa
    As procuras sempre têm muito o que contar. Quando contadas por ti, nos oferecem sempre mais um pouquinho. Gostei muito. Parabéns.

  4. Sérgio Werneck de Figueiredo on said:

    A leveza de quem engana a gravidade com habilidade e músculos preparados, parece-lhe a borboleta que colore com vôo incerto suas poucas ligações com o mundo exterior.
    O resquício de felicidade, ao apreciar a vivacidade daquela dança, só para ele, turva sua visão e o faz temperar com lágrimas ácidas de lembranças do amor que nunca teve, mais um gole daquele whisky barato que o diluiu.
    Desculpe-me a intromissão, Luisa, mas foi o que me veio com seu conto.
    Parabéns.

  5. É tão livre como o barco próximo à praia e preso por aquela âncora invisível… e para não lembrar mais do que lá deixou, é que precisa da água de todos os copos…
    Me senti como se estivesse na janela em frente e, de repente, me deparasse com a cena. Parabéns Luísa!

    • Vera, a liberdade é uma ilusão. De algum modo todos estamos presos a alguém, a alguma coisa ou ideia. Muito obrigada pelo teu comentário e participação!

  6. Muito bacana o seu conto. V0cê passa muita doçura através de suas palavras. Meus sinceros parabéns. Eu quero ler seus textos sempre mais e mais!!!!!!

  7. Uma bebida para esquecer… mas há algo para relembrar… a dor da vida como ela realmente é…
    Oi Luisa, este é mais um excelente conto escrito por você, está dominando o mundo das letras, só posso lhe dar o parabéns.
    Beijos.

    Sandra F.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: